IPVA SP Detran 2021: Veja aqui como funciona!

Você, proprietário de veículo, sabe que no início de ano é necessário pagar o IPVA 2021 SP Detran. Este imposto obrigatório, recolhido e organizado por este órgão, deve estar em dia para que você não tenha problemas ao andar com seu carro. Por isso, trazemos dicas para facilitar sua consulta e pagamento do IPVA SP Detran.

Utilizando sua internet e acessando um portal online, é possível que você consulte o seu IPVA SP Detran e outros serviços da tela do seu computador, agilizando seu trabalho. Continue a leitura e descubra com desfrutar dessas facilidades.

IPVA

O IPVA, Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor, é um imposto que incide em proprietários de veículos. É um imposto estadual e cabe aos Estados e ao Distrito Federal instituí-lo de acordo com o artigo nº 155, III da Constituição Federal.

O que você deve saber é que o valor do IPVA é definido pelo Estado que está cobrando.

Para você consultar o seu IPVA, o caminho é bem simples:

  • Acesse o site da Fazenda específico para tratar do IPVA. Clique aqui e você será direcionado para ele.

  • Ao entrar, coloque o número do Renavam do seu veículo e a placa.
    Detran SP 2021

  • Marque a opção “Não sou um robô”. Esta opção permite mais segurança na sua consulta e por isso ela é implementada.

  • Clique em “Consultar”.

Assim, você terá as informações do seu veículo referente ao IPVA. Uma observação interessante é que você tem a opção de dividir o valor no cartão de crédito.

Para que você desfrute desta opção, você deve comparecer presencialmente a um dos postos de atendimento credenciados com o número do Renavam. Duas empresas estão credenciadas para fazer esse parcelamento no cartão:

  • TAKI. Clique aqui para saber onde são os postos de atendimento.

  • PINPAG. Clique aqui e conheça os postos de atendimento.

Sobre o calendário de pagamentos, seguem as datas na tabela abaixo:

Final

Primeira parcela ou cota única com desconto de 3%

Segunda parcela ou cota única sem desconto

Terceira parcela

1

09/01/20

11/02/20

11/03/20

2

10/01/20

12/02/20

12/03/20

3

13/01/20

13/02/20

13/03/20

4

14/01/20

14/02/20

16/03/20

5

15/01/20

17/02/20

17/03/20

6

16/01/20

18/02/20

18/03/20

7

17/01/20

19/02/20

19/03/20

8

20/01/20

20/02/20

20/03/20

9

21/01/20

21/02/20

23/03/20

0

22/01/20

24/02/20

24/03/20

Por fim, é importante saber que algumas pessoas têm direito a isenção de IPVA. São elas:

  • Pessoas com Deficiência (PCD);

  • Portadores de doenças crônicas;

  • Veículos com mais de vinte anos.

Portadores de veículos que se enquadrem neste grupo devem pedir a isenção acessando o site da fazenda e preenchendo o requerimento com seus dados. Se você se enquadra nesse grupo, clique aqui e acesse agora.

Consultar Multas

No portal do Detran SP também é possível consultar as multas que possam haver em seu veículo. Não é um processo demorado e você consegue ter um histórico completos do que está sendo atribuído a ele.

Para que você faça esta consulta, siga os seguintes passos:

  • Acesse o portal de serviços do Detran SP clicando aqui.

  • Clique, na parte direita, em “Consulte suas multas ou solicite 2ª via”.
    Consultar Multas

  • Escolha a opção que você procura: “Consulte multas, débitos e confira os dados completos do seu veículo”, “Consulte as notificações de autuação do Detran SP”, “Solicite ou acompanhe sua defesa pelo site” ou “2ª via de multa para veículos registrados em outro estado”.

  • Ao clicar na opção escolhida, você tem três opções: acessar usando as redes sociais, acessar usando seu CPF ou CNPJ ou cadastrar-se.

  • Se já fez seu cadastro, coloque o número do seu CPF e a senha criada. Clique em “Entrar” e terá acesso às informações.

  • Se ainda não fez, digite seu CPF, clique em “Avançar”. Preencha as informações solicitadas, criando uma senha, e você terá acesso às informações de seu veículo.

Consultar CNH

O portal do Detran SP também conta com um sistema onde você pode consultar tudo que você precisa sobre sua carteira de habilitação. Assim, você agiliza seu processo de consulta e tem resultados na tela do seu computador.

Para esta opção, os passos são simples:

  • Acesse o portal de serviços do Detran SP específico para CNH, clicando aqui.

  • Escolha, na primeira coluna, o serviço que você precisa. As opções são diversas: Agendamento, Renovação da CNH, Primeira habilitação e ACC, Certidões e Autenticidade da CNH, Pontos na CNH, 2ª via da CNH, Seu endereço – consulta e atualização, Dirigir no exterior, Suspenção e cassação da habilitação, Acompanhamento de serviços da CNH ou Cartão para estacionamento em vaga especial.

  • Ao escolher o serviço, você será direcionado para uma página específica do serviço escolhido.

  • Tenha em mãos o seu CPF e o número da sua CNH para que possa conseguir realizar o serviço que deseja.

Detran SP

O Detran SP é o órgão executivo de trânsito do Estado de São Paulo. Ele integra o Sistema Nacional de Trânsito e é previsto no inciso III do artigo 7º da lei federal 9.503. Sua função é fiscalizar, controlar e executar as atividades de trânsito dentro da capital e do Estado.

Além de seu portal e de todas as consultas que podem ser realizadas online, se você ainda precisar, o Detran SP conta com atendimento pessoal. Pode ser que você necessite ir até lá para tirar alguma dúvida ou fazer alguma consulta. Ou, quem sabe, você more perto do Detran SP, e prefira ir pessoalmente resolver alguma pendência?

Se for este seu caso, na Capital, São Paulo, o Detran SP se localiza no seguinte endereço: Rua Boa Vista, 221 – Centro Histórico de São Paulo, São Paulo – SP. CEP: 01014-001.

O atendimento acontece das 8h às 17h, de segunda a sexta. Sábado e domingo não abre.

Se você quiser, pode também ligar para ter mais informações ou para fazer algumas consultas.

  • Telefones: (11) 3322-3333 (diversos serviços e informações) e 0800-170110 (exclusivo para consulta sobre IPVA – só para telefone fixo)

  • Funcionamento: segunda a sexta das 7h às 20h. Sábado: 6h30 às 15h.

  • Abrangência: São Paulo capital e região metropolitana.

Certamente que você será bem atendido, seja pelo telefone ou pessoalmente, e conseguirá resolver sua pendência, seja IPVA, alguma consulta de multa, CNH, ou outros serviços disponíveis.


Seja pelo portal online ou diretamente nos postos de atendimento, você pode consultar seu
IPVA SP Detran e outros serviços tantos para que seu veículo possa circular sem problemas. Assim, você tem a garantia de lei que está circulando corretamente pelas ruas.

Gostou? Siga essas dicas e você pode realizar todas as consultas de maneira prática e eficiente.

Como vai funcionar a eleição para Vereadores 2020

Por conta das novas regras eleitorais, não haverá mais coligações de partidos para lançamentos conjunto de candidatos a vereadores a partir desse ano. Sendo assim, cada legenda terá o próprio grupo de candidatos, não podendo mais formar alianças com outros partidos, o que fará com que a eleição para vereadores 2020 seja diferente das anteriores.

Graças a essa mudança, é provável que muitas cidades testemunhem um número de candidatos a vereadores acima da média. Isso deve ocorrer principalmente entre os partidos que terão candidatos próprios a prefeito. Afinal, os partidos consideram que uma boa quantidade de vereadores fortalece a imagem da campanha para a Prefeitura.

De acordo com o calendário eleitoral, os eleitores das cidades brasileiras devem conhecer os candidatos a vereadores em agosto. Antes disso, porém, é comum que muitos já se apresentem como pré-candidatos, mas a campanha só pode começar no mês de agosto.

Como não há limites de reeleição para vereadores, é bem provável que boa parte das cidades veja os atuais representantes do legislativo tentando se reeleger em 2020. Por isso, quem quer começar desde já a planejar seu voto, vale a pena iniciar a pesquisa pelos vereadores em atividade.

Sobre a quantidade de vereadores eleitos por cidade, essa varia conforme o número de habitantes de cada município. O número de cadeiras na Câmara Municipal é proporcional à população da cidade, e segue a seguinte regra:

  • Municípios com até 01 milhão de habitantes, podem ter de 09 a 21 vereadores;
  • De 01 a 5 milhões de habitantes, de 33 a 40 vereadores;
  • E com mais de 05 milhões de habitantes, de 42 a 55 vereadores.

Vale lembrar que os vereadores são representantes eleitos pelo voto popular para atuar na Câmara Municipal de sua cidade. Como membros do Poder Legislativo municipal, eles têm como principais funções criar, modificar e revogar leis, além de fiscalizar o Poder Executivo representado pelo prefeito, vice-prefeito, secretários e demais assessores.

Por conta das novas regras eleitorais, não haverá mais coligações de partidos para lançamentos conjuntos de candidatos a vereadores a partir desse ano. Sendo assim, cada legenda terá o próprio grupo de candidatos, não podendo mais formar alianças com outros partidos, o que fará com que a eleição para vereadores 2020 seja diferente das anteriores.

Graças a essa mudança, é provável que muitas cidades testemunhem um número de candidatos a vereadores acima da média. Isso deve ocorrer principalmente entre os partidos que terão candidatos próprios a prefeito. Afinal, os partidos consideram que uma boa quantidade de vereadores fortalece a imagem da campanha para a Prefeitura.

De acordo com o calendário eleitoral, os eleitores das cidades brasileiras devem conhecer os candidatos a vereadores em agosto. Antes disso, porém, é comum que muitos já se apresentem como pré-candidatos, mas a campanha só pode começar no mês de agosto.

Como não há limites de reeleição para vereadores, é bem provável que boa parte das cidades veja os atuais representantes do legislativo tentando se reeleger em 2020. Por isso, quem quer começar desde já a planejar seu voto, vale a pena iniciar a pesquisa pelos vereadores em atividade.

Sobre a quantidade de vereadores eleitos por cidade, essa varia conforme o número de habitantes de cada município. O número de cadeiras na Câmara Municipal é proporcional à população da cidade, e segue a seguinte regra:

  • Municípios com até 01 milhão de habitantes, podem ter de 09 a 21 vereadores;
  • De 01 a 5 milhões de habitantes, de 33 a 40 vereadores;
  • E com mais de 05 milhões de habitantes, de 42 a 55 vereadores.

Vale lembrar que os vereadores são representantes eleitos pelo voto popular para atuar na Câmara Municipal de sua cidade. Como membros do Poder Legislativo municipal, eles têm como principais funções criar, modificar e revogar leis, além de fiscalizar o Poder Executivo representado pelo prefeito, vice-prefeito, secretários e demais assessores.

Fundo Partidário – O que é e como funciona

No Brasil, os partidos políticos são mantidos principalmente com dinheiro público. Ou seja, todos nós, contribuintes brasileiros, ajudamos a financiar os partidos. Esse dinheiro é controlado e distribuído através de alguns fundos, sendo que o principal entre eles é Fundo Partidário.

O Fundo Partidário é um fundo especial de assistência aos partidos políticos criado em 1995 para bancar as despesas dos partidos. O dinheiro que constitui o fundo vem da arrecadação de multas eleitorais, recursos financeiros legais, doações privadas e dotações orçamentárias públicas.

Naturalmente, não estamos falando de pouco dinheiro. Para se ter uma ideia, em 2020 o valor arrecadado para o fundo foi de mais de R$ 2 bilhões, dinheiro que vai abastecer as campanhas eleitorais nos pleitos municipais deste ano.

A distribuição da maior parte desse valor é proporcional ao tamanho de cada partido, que quanto maior for no Congresso mais dinheiro tem. Desse modo, apenas 2% do valor são distribuídos de forma igual entre todos os partidos, os outros 98% variam de acordo com as seguintes condições:

  • 35% conforme a votação de cada partido que teve ao menos um deputado eleito em 2018;
  • 48% conforme o número de deputados eleitos por cada partido em 2018, desconsiderando as mudanças ao longo da legislatura;
  • 15% conforme o número de senadores eleitos e aqueles que já estavam na metade dos seus mandatos durante a última eleição.

Apesar de desproporcional, a medida ajuda a conter o festival de partidos nanicos criados para arrecadar dinheiro do Fundo Partidário. Para as próximas eleições, a tendência é que as regras fiquem cada vez mais rígidas.

Falando nisso, há também algumas regras que compõem a chamada cláusula de barreira. Com a nova legislação eleitoral, os partidos precisavam atingir 1,5% dos votos válidos em pelo menos 1/3 dos Estados, e ter no mínimo 1% dos votos válidos em cada um deles para obter acesso ao fundo.

Ambev cria empregos e doa álcool gel em tempos de pandemia

Com o fornecimento de gel de álcool cada vez mais esticado, Ambev SA disse na terça-feira que vai usar uma de suas cervejarias Brasil cerveja para produzir meio milhão de garrafas higienizantes para hospitais públicos para combater a propagação do coronavírus. Além disso, a empresa também está pensando em adotar medidas para ajudar na contratação de novas pessoas, garantindo assim uma boa ação para a economia e para quem deseja saber como trabalhar na Ambev, mesmo em tempos de isolamento social e trabalho remoto. 

Sobre a Ambev

Ambev SA, a subsidiária local de Anheuser Busch InBev, disse em um comunicado que pretende entregar 5.000 garrafas de gel higienizador para todos os hospitais públicos de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, onde a maioria dos casos de coronavírus do país estão concentrados e também onde houve maior parte da abertura de postos de trabalho em profissionais da saúde, para conseguri suprir a demanda de novos internamentos.

“A demanda por gel desinfectante à base de álcool continuou a aumentar nos últimos dias e já há escassez no mercado”, disse Ambev, o maior fabricante de cerveja da América Latina, em um comunicado na terça-feira.

A mudança faz parte da tendência global de empresas do setor privado se intensificarem para ajudar na batalha contra a COVID-19, que dizimou os mercados e forçou os governos a tomar medidas extremas para tentar controlar o surto.

Ambev disse que as 500.000 unidades serão embaladas em garrafas como as usadas para refrigerantes, e o álcool virá da produção de sua cerveja local Brahma e outras marcas em uma de suas cervejarias no Estado do Rio de Janeiro.

O Brasil na terça-feira relatou sua primeira morte confirmada do surto de coronavírus, um homem de 62 anos com história de diabetes e hipertensão. Os testes estavam em andamento em quatro outras possíveis vítimas COVID-19.

O Brasil tem 291 casos confirmados de coronavírus, acima de 234 na segunda-feira.

Saiba mais sobre a empresa e suas políticas no vídeo, abaixo:

Dicas para fazer um currículo surpreendente

Uma candidatura a emprego no Brasil deve incluir uma carta de capa de uma página, e um CV de não mais de duas páginas. Não é necessário anexar transcrições de grau, cópias de diplomas ou referências em primeira instância. Comece o seu CV com os seus dados pessoais de contacto: endereço de rua, números de telefone e fax, Endereço de E-mail.

Em seguida, sob o título “Educação”, listar os nomes e locais de suas escolas, faculdades ou universidades, anos de frequência, matérias estudadas, certificados e/ou diplomas obtidos. Indique também os cursos adicionais, os períodos de estudo ou de formação no estrangeiro e qualquer formação especializada que possa ter recebido, tais como competências informáticas ou numa língua estrangeira.

Em seguida, enumere a sua experiência de trabalho: para cada cargo, indique as datas de emprego, o nome do seu empregador, o seu título, as suas responsabilidades e realizações. A ordem cronológica deveria ser inversa, com uma explicação das eventuais lacunas em matéria de emprego. Promoções, prêmios, reconhecimentos especiais devem ser destacadas. Em seguida, listar afiliações profissionais que são relevantes para o seu trabalho, e descrever o seu envolvimento dentro das organizações.

Mencionar o seu estado civil (é casado? Qual é a sua cidadania?). No final, fornecer uma lista de empregadores anteriores ou similares que poderiam atuar como árbitros, se e quando necessário.

Muitos empregadores brasileiros aceitarão pedidos de emprego por e-mail ou fax.

Todos podem empreender realmente no Brasil?

Aliança Empreendedora, com o lema “todos nós podemos empreender”, é uma referência no Brasil para os empreendedores com menos recursos, contribuindo para a expansão de seus conhecimentos, criando uma rede de contatos ou assegurando sobre como aceder aos mercados e ao crédito.

Em um país onde cerca de 27% da população adulta gerencia seu próprio negócio, esta soma de forças permite que muitos microemprendedores realizar seu sonho, ao mesmo tempo em que promove a inclusão socioeconômica e torna possível que a economia seja um lugar para todos.

Aliança Empreendedora existe desde 2002, mas sua trajetória oficial como organização inicia em 2005. A diretora de Gestão do Conhecimento, Caroline Appel, explica como a Aliança foi fundada por um grupo de jovens universitários provenientes das chamadas “empresas juniores”, iniciativas surgidas em um contexto puramente estudantil, e gerenciada por estudantes universitários. Essas empresas cheias de seiva nova, já trabalhavam com pessoas de baixa renda na cidade de Curitiba.

A aventura não estava lá: Não queriam ir parar multinacionais porque entendiam que assim morreria seu espírito empreendedor. Queriam manter-se na linha que haviam marcado com suas empresas.Os esforços destes estudantes vestem-se principalmente aos empreendedores individuais, pessoas que levavam um pequeno negócio, às vezes sozinhas, às vezes com outro parceiro. Mais tarde, começaram também a trabalhar com grupos de cooperativas e associações de produção, principalmente, alimentos, artesanato e artigos de moda.

Este é o balanço dos dez anos de existência da Aliança com suas metodologias exportáveis para outros lugares; algumas pensados para os empreendedores individuais, outras metodologias destinadas a grupos produtivos e outras mais específicas aplicadas a negócios de recolha e reciclagem de materiais (os chamados cartoneros no Brasil).

Se o metrô de Curitiba sair do papel não faltará oportunidade de emprego

Curitiba é a capital do estado do Paraná, De acordo com a estimativa de 2014, sua população é de 1 864 416 habitantes, sendo a maior cidade do sul do país. Tem um clima frio ou fresco da noite, pela altura em que se encontra e em 2020 promete-se que a quantidade de vagas em Curitiba para empregos aumente por conta de infraestrutura planejadas para a cidade, como a construção do metro.

Embora seu processo de concurso está suspenso para o momento, o projeto do metrô da cidade brasileira de Curitiba, despertando o interesse de diversas empresas internacionais, de acordo com documentos divulgados pela imprensa local, qual avalia que se for concretizada abrirá milhares de oportunidades de emprego na capital.

Avaliado em quase US$ 1.500 milhões, o metrô de Curitiba vai construir usando o modelo de Parceria Público-Privada, com licença de operação para o consórcio construtor de 35 anos. Espera-Se que cerca de 420.000 passageiros utilizam o sistema diariamente pagando uma taxa prestablecida no contrato de concessão. O projeto prevê a construção de 17,6 quilômetros de linha e 15 estações.Confira aqui quais são as estimativas para sair do papel. 

Além de várias empresas brasileiras, os interessados na concessão do metrô de Curitiba são de muitos países, tais como Salini Impregilo (Itália), Siemens (Alemanha), Bombardier (Canadá), Acciona e CAF (ambos de Portugal) e Benito Roggio (Argentina).

Mas, até o momento, o processo de licitação está parado e sem data de recomeçar. Irregularidades na parte de licenças ambientais foram apontadas por órgãos reguladores, o que fez a prefeitura da cidade enviar explicações ao tribunal do estado. O tribunal ainda não esclarece quando se pode retomar o processo.

Curitiba é uma das cidades mais desenvolvidas do Brasil. Sua renda per capita é o quinto mais alto do país, e sua população é de cerca de 1,8 milhão de pessoas, o que sobe para quase 3,5 milhões se incluem os municípios da região metropolitana. Além disso, é conhecida como a mais bem urbanizada cidade do Brasil.

O trabalho escravo no Brasil

A mão – de – obra brasileira tem sido tradicionalmente ligada ao trabalho agrícola, incluindo gado, lavouras e lavouras-como algodão, café, milho, arroz, cacau, soja e feijão-em áreas rurais. Em 2013 e 2014, no entanto, o número de trabalhadores encontraram para estar trabalhando em condições análogas à escravidão no setor urbano, particularmente na construção e fabricação de vestuário–foi maior do que no setor rural.

O trabalho forçado e escravo está intrincadamente relacionado com a pobreza e a questão da concentração da propriedade da terra no Brasil. O trabalho forçado é predominante no setor agrícola do Brasil, onde os homens são atraídos, em particular, por promessas enganosas de um bom salário e condições de trabalho, apenas para ficarem presos à escravidão da dívida. São obrigados a pagar preços excessivos pelo alojamento, alimentação, transporte e utilização dos seus instrumentos de trabalho, para além de suportarem condições de trabalho e de vida terríveis. Esta prática é conhecida como “sistema de camiões” ou “política de barraca”. Frequentemente, a prática de sujeitar os trabalhadores a condições análogas à escravatura está associada à degradação do ambiente, tendo em conta que este tipo de trabalho manual é utilizado em atividades como a deflorestação ilegal, a exploração madeireira para a madeira e a produção de carvão vegetal.

Conceito de “trabalho escravo” no Brasil

O quadro jurídico para o processo penal de trabalho forçado e de “trabalho escravo” no Brasil está previsto no artigo 149.º do Código Penal, com a redação que lhe foi dada pela Lei n. º 10.803 de 11 de dezembro de 2003. O artigo 149 define o conceito brasileiro de “trabalho análogo à escravidão” criminalizando as diversas práticas que levam os trabalhadores a trabalhar:

  • Na degradação das condições de trabalho;
  • Horário de trabalho excessivo;
  • Em condições de trabalho forçado; ou
  • Em situações em que a sua liberdade é restringida através da dívida, do isolamento, do confisco dos seus documentos pessoais ou através da manutenção de uma vigilância manifesta.

Sob esta definição de trabalho escravo, basta que um desses elementos esteja presente para que o crime de Uso do trabalho escravo seja cumprido. O conceito brasileiro de trabalho escravo vai mais longe do que a definição Internacional de “trabalho forçado” estabelecida nas Convenções da OIT, pois não exige necessariamente um elemento de coerção e inclui especificamente a escravidão por dívida.

Responsabilidade penal

O Código Penal Brasileiro contém disposições específicas sobre trabalho forçado e incentivo fraudulento ao emprego. O artigo 149.º pune o delito de “reduzir alguém a condições análogas à escravatura”, com dois a oito anos de prisão e uma multa pecuniária. O Código Penal também penaliza a tentação fraudulenta com a promessa de emprego em outra parte do território brasileiro ou no exterior.

Além disso, o artigo 203 complementa o artigo 149 ao abordar o trabalho escravo no contexto brasileiro, na medida em que criminaliza o uso de fraude ou violência para violar quaisquer direitos garantidos pela legislação trabalhista. Este artigo aborda diretamente a prática de servidão por dívida, por meio da “fazer política barracão’, por proibir o uso da força ou a coerção e a retenção de documentos, a fim de impedir que um trabalhador sair de seu emprego, e convincente de alguém para o uso de produtos de um determinado estabelecimento, a fim de mantê-los preso em um ciclo de dívidas que os obriga a permanecer no serviço do seu empregador.

Devemos notar que essas disposições não são aplicáveis às entidades corporativas, já que a legislação brasileira apenas prevê a responsabilidade criminal das corporações por crimes ambientais e corrupção. No entanto, o Código Civil Brasileiro prevê a responsabilidade civil objetiva das empresas, que estabelece a obrigação de pagar por danos causados a terceiros, independentemente da culpa. Portanto, a responsabilidade civil pode surgir de qualquer crime. Assim, enquanto apenas os executivos da empresa podem ser acusados de crimes de trabalho forçado, escravidão e tráfico de pessoas, as próprias corporações podem ser responsabilizadas civilmente por tais crimes.

Aplicação das normas laborais

A Lei do trabalho prevê uma série de protecções para os trabalhadores, incluindo disposições relativas ao direito a um salário mínimo, limites para o horário de trabalho máximo, idade mínima de trabalho e contratos de trabalho. Além disso, nos termos da legislação laboral brasileira, os trabalhadores resgatados de uma condição análoga à escravidão têm o direito de receber um pagamento de três prestações de seguro de desemprego, cada uma no montante de um salário mínimo. A lei estabelece igualmente os Serviços a prestar ao trabalhador socorrido pelo Ministério do trabalho e do emprego.  Em especial, o ministério, através do Sistema Nacional de Emprego (SINE), deve ministrar formação profissional ao trabalhador e ajudá-lo a garantir o seu emprego.

A criação do Grupo Especial de inspeção móvel (Gefm) em 1995, sob o Ministério do trabalho, é uma das principais medidas adotadas no Brasil contra o trabalho escravo e forçado. As equipes de inspeção móvel do GEFM combinam os esforços de inspetores trabalhistas, promotores do trabalho e policiais federais especialmente treinados e equipados; e constituem os principais órgãos de execução na investigação de queixas e identificação de vítimas de trabalho forçado e escravo. De acordo com o Ministério do trabalho, desde a sua criação em 1995 e até o final de 2014, o Grupo Especial realizou 1.820 operações e resgatou um total de 48.068 trabalhadores.

De acordo com a OIT, as actividades do GEFM têm promovido mudanças significativas no comportamento dos empregadores e nas suas relações com os trabalhadores.

Além disso, a presença dos grupos de inspeção móvel expandiu o alcance do Estado para áreas remotas, e serviu para informar os empregadores de suas obrigações e vítimas do trabalho escravo de seus direitos.

Os baixos salários nos países da África

O salário mínimo tem sido um tema controverso desde a sua invenção no final do século XIX. A maioria dos economistas considera o salário mínimo uma decisão prejudicial que afeta tanto os empregadores como os trabalhadores, com a qual tendemos a concordar.

No entanto, quando você pode contratar trabalhadores autônomos, é um jogo diferente. Você pode entrar em contato com freelancers de outros países que podem trabalhar alegremente por um salário menor do que os trabalhadores em seu país. Não é por acaso que alguns dos países com maior crescimento de trabalhadores autônomos são os que têm o salário mínimo mais baixo. É por isso que há uma comunidade crescente de freelancers em países emergentes, que é sobre o que este artigo. Mas se você precisa saber mais informações sobre os salários em diferentes regiões do mundo, recomendamos o site www.valordosalariominimo.net que tem informações detalhadas sobre o assunto.

Em países como Venezuela, Albânia, Egito, Malásia, Marrocos, ou mesmo África do Sul, o número de freelancers cresce a cada dia porque é mais rentável para eles entrar no mercado freelance Internacional do que obter um emprego regular.

Hoje em dia, é muito fácil conectar-se com trabalhadores de todo o mundo. Existem muitas plataformas diferentes em que empregadores e freelancers podem entrar em contato uns com os outros, como o Upwork, e todos eles trabalham da mesma forma. Por exemplo, se precisar de um assistente virtual, basta especificar os seus requisitos e o perfil que procura. Se alguém achar a sua proposta aceitável, então você pode entrar em contato com essa pessoa e entrevistá-la. Por último, ambas as partes decidem se querem trabalhar em conjunto e aceitar as condições umas das outras.

Se você tem um negócio de internet ou se você é um nômade digital, pode ser útil saber que países têm um alto volume de freelancers dispostos a trabalhar com você para um salário muito razoável. Não estou a falar de arranjar empregados mais baratos, estou a falar de arranjar trabalho de qualidade.

Os países que estamos prestes a enumerar podem não ter os salários mais baixos do mundo, mas são acessíveis porque têm acesso à internet, estão cientes do mundo, o seu nível de educação é bom, e parte das suas populações fala inglês.

Seu salário mínimo é de cerca de US $ 174 por mês, graças a uma combinação de um baixo custo de vida e uma moeda altamente desvalorizada. É muito baixo – mesmo para África e muitos egípcios estão a entrar no mercado freelance para poderem ganhar mais dinheiro.

O Egito foi ocupado pelos britânicos até 1952, e uma alta porcentagem de egípcios são bilíngues e falam inglês. Isto simplifica consideravelmente as maneiras para eles, e torna-se bastante fácil para um empregador do exterior para se comunicar com os trabalhadores potenciais lá.

Como um país em desenvolvimento com tradições muito enraizadas, a geração mais velha foi ensinada a encontrar um emprego estável, crescer dentro dele e, eventualmente, recolher benefícios para a sua aposentadoria. No entanto, como em muitas outras nações ao redor do mundo, os trabalhadores mais jovens preferem crescer suas habilidades como freelancer, encontrando diferentes – e melhor pagando – projetos de diferentes empregadores. Isto parece estar funcionando muito bem para os egípcios como eles recebem mais reconhecimento estrangeiro a cada dia graças ao seu trabalho duro, compromisso e nível de habilidades.

­­­­­­

Botão de Google Scholar – Veja como ele tornará seu trabalho mais fácil!

O Google vem com uma nova solução útil para pesquisadores. O botão Google Scholar tornou-se um sucesso nas últimas semanas. Também quase me fez chorar de alegria. O que tem de tão útil?

A extensão do botão Google Scholar está atualmente disponível para navegadores Chrome e Firefox, o que significa para a maioria dos usuários da Internet. O add-on já foi instalado por mais de 374 mil usuários Chrome e 27 mil usuários Firefox (há muitos estudiosos ao redor do mundo, certo? Além disso, a extensão é destacada entre “o mais quente” no site oficial do Firefox add-ons.

O botão chamou a atenção de quase todos como uma ferramenta para acelerar a busca de artigos de texto completo no banco de dados do Google Scholar, que fornece links para milhões de artigos gratuitos. Embora, na minha opinião, a coisa realmente boa sobre o botão Google Scholar é que ele torna a gestão de referências ainda mais fácil do que é agora.

Vou contar – te o meu segredinho. Odeio o momento em que preciso adicionar uma referência ao meu texto, mas não me lembro de todos os dados biográficos do trabalho que quero citar. Normalmente, só me lembro do nome do autor, ou, na pior das hipóteses, do que se tratava o texto e algumas palavras-chave essenciais.

google scholar botao

Quando eu era estudante de graduação eu não tinha meu próprio computador (sim, era no século 21), e eu tive que ir a uma biblioteca para pedir vários livros ou revistas e digitalizá-los manualmente para encontrar os textos que eu precisava e criar referências adequadas. Ele ficou um pouco melhor quando eu comecei a usar um PC com conexão à Internet, e muito melhor quando eu aprendi sobre BibTex (leia mais aqui sobre como gerenciar uma bibliografia com BibTex). Mas o botão do Google Scholar, que apareceu no mês passado, quase me fez chorar de alegria.

Deixe-me mostrar-lhe como funciona com um exemplo. Escrevo uma frase no meu caderno que quero citar, mas, oy gevalt! Esqueci-me de anotar a origem da frase. Então eu começo meu navegador, eu clicar no botão Google Scholar, que está na minha barra de ferramentas e digitar na pequena janela elegante a frase que eu quero citar.

Google Scholar mostra – me os resultados da pesquisa na mesma janela, em seguida, eu clicar em cite e obter um item BibTex pronto, que eu posso adicionar ao meu arquivo de bibliografia. Desta forma, eu tenho uma citação devidamente formatada em meu texto a apenas alguns cliques de distância do ponto em que eu mal poderia lembrar o nome do autor que eu queria citar.

Quando você encontrar o texto acadêmico mencionado no site (o título de um artigo, ou algumas frases citadas), e você deseja encontrar o texto completo da fonte de artigo, você pode selecionar o texto e clicar no botão. Ele irá fornecer-lhe um link para o texto completo (se estiver disponível no banco de dados do Google Scholar) e usar a opção “cite” na mesma janela elegante.